É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Relato de Viagem - Elisa Bravo...

Bom dia meus amigos...

Publico hoje um relato de viagem que recebi da Elisa Bravo em 30 de outubro... Ela utilizou o blog e sempre comentava os posts... Elisa, obrigado pelo seu email e repito: sua foto na gôndola ficou linda...rs

Oi, Márcio, Buena Sera!!!

Eu gostaria de te agradecer pelas suas dicas maravilhosas!!! Eu estou colocando tudo em prática!!!

Hoje, estou na Itália com o meu marido, mais precisamente em Florença, mas eu tenho tanta coisa pra te contar que não vou agüentar o meu retorno para o Brasil...rs....

Bom, depois de passar por Paris, Mont Saint Michel (na Normandia, Franca), Brugge (Bélgica) e Amsterdã, fui para Veneza!!!

De fato, como a Angela Cardoso comentou, não é uma boa ir de avião para Veneza e vou contar minha experiência: no mesmo piso que chegamos, pegamos a saída do lado direito. Vimos um aglomerado de pessoas e pensamos: é ali mesmo que deve sair o ônibus para Veneza. Não deu outra. Compramos os tickets do ônibus para Veneza (5 euros por pessoa) em uma máquina que estava próxima e esperamos o ônibus chegar (na parede tem uma placa verde com letras amarelas escrito "Venezia/P.Roma"). Mas vou te dizer: quando o ônibus chegou, o motorista desceu e abriu o bagageiro e foi um "salve-se quem puder" porque não tinha ordem alguma. As pessoas que estavam esperando para ir para Veneza ficavam desesperadas para colocar suas malas no bagageiro do ônibus e as pessoas que saiam do ônibus ficavam desesperadas para tirar suas malas. Vi gente que teve que descer do ônibus e retirar as malas porque não tinha mais vaga. Uma loucura!!!

Só um parênteses: tem balcão de informações no desembarque, mas nos não quisemos esperar porque tinha uma fila.

Depois dessa pequena aventura, chegamos na Piazzale Roma. Assim que descemos do ônibus, mais a frente, estava um grande guichê de venda de tickets. Saquei meu livrinho "Italiano, guia de conversação para viagens" e fui para a fila. Bom, nao foi uma experiência muito boa. Comecei falando italiano e terminei falando inglês com a vendedora que, sem paciência, me deu o bilhete e, no fim, deu tudo certo. Rs...

Ao contrário de vc, resolvi comprar o ticket "one way" (6,50 euros por pessoa), pois eu não tinha resolvido ainda se ia comprar o ticket para várias viagens. Enfim, com o ticket, me dirigi para o cais do vaporetto 1 que era o que tinha que pegar para ir para o meu hotel, e fiquei feliz ao ver que o cais era bem sinalizado.

Entrei na casinha amarela que vc disse e aguardei. Só que vc nao tem noção...estava caindo uma chuva fina em Veneza, então, todo mundo estava pegando vaporetto. Só pode ser...Márcio, era tanta gente naquele vaporetto que me senti no metro de SP as 17h..kkkkk...nao foi uma experiência muito boa. Todo mundo apertado, os "locais" gritando...foi quando pensei: de fato, estou na Itália!!! Oba!!!

Bom, eu tinha q descer na Rialto e acabei descendo na Rialto Mercato porque fui praticamente expulsa pelo fluxo que saia do vaporetto. Rs...e pra piorar meu hotel era do outro lado da ponte Rialto...resultado: tive que subir e descer a ponte com duas malas pesadas (Imagina...uma mala para 1 mês na Europa no frio...essa era a minha mala). Enfim, foi um pesadelo divertido (se é que isso é possível). Mas eu nao era a única. Eu olhava para o lado e via várias pessoas passando pelo mesmo perrengue...rs....

Depois de 2h achei o meu hotel e vc nao tem noção de como era ridículo chegar nele se eu tivesse descido na estação correta que era a Rialto.

Enfim...o que eu digo é: no começo, tem que ter mapa porque é impossível se encontrar fácil em Veneza sem nunca ter ido lá. E ate vc se entender com o mapa...leva tempo...Mas o bom é que depois que vc acha seu hotel, tudo fica mais fácil.

Minha dica de hotel é: Casa Cosmo, em San Marco, ele e' "colado" na Estação Rialto.

E minha outra dica é: pra mim foi fundamental ficar perto da Ponte Rialto porque sempre q eu me perdia eu procurava a placa "Per Rialto" e eu me encontrava de novo!!!

Então, depois de encontrar o hotel, resolvemos nos perder pelas ruas de Veneza. E essa era a melhor parte: se perder e se encontrar. Era muito divertido!!! Eu tinha um roteiro, mas acabei alterando-o conforme eu ia encontrando outras coisas belas pelo caminho...rs...

No fim, eu gostei tanto de andar que não comprei o ticket para o vaporetto (entao, eu só andei de vaporetto no dia em que cheguei e no dia em que sai).

O único museu que fui foi o da Accademia. Eu comprei o ticket pela internet e, na hora marcada, fui para o museu. Quando cheguei lá, uma fila única e enorme para todos, pode!? Bom, eu "furei" a fila e fui direito ao caixa com a minha entrada impressa. A menina do guichê me atendeu e trocou meus tickets sem estresse. Depois vi que quem comprou pela internet estava fazendo isso.

Ah...outra coisa...Eu andei de gôndola!!!Mas, infelizmente, nao tive a sua sorte com relação ao preço. Quando fui negociar com o gondoleiro, ate comentei que eu tinha um amigo que tinha passeado por 70 euros. Rs... Mas não deu certo! Ele me cobrou 100 euros por 1 hora! Mas foi maravilhoso!!! Valeu a pena!!!

Também subi no Campanário na parte da manha (9h - 8 euros) e só tinha eu e o meu marido lá em cima...e fui a tarde (14h) na Basílica e a fila estava menor do que de manhã.

Marcio, tb fui no mercado que vc falou. Encontrei direitinho. Muito obrigada pela dica!!!

Eu não fui nem a Burano nem a Murano porque eu queria aproveitar mais Veneza e porque, para chegar em Burano, a viagem seria de 1h30 e eu teria que comprar o ticket de 12 horas (16 euros), já que para Burano nao tem ticket "one way - somente ida" e não tem como comprar em Burano ticket do vaporetto para retornar de lá.

Bom, Márcio, Veneza foi a melhor parte da minha viagem ate agora!!! Eu fiquei 2 dias inteiros e eu ficaria mais uns 2 fácil...peguei chuva no dia em que cheguei, mas no ultimo dia em que fiquei na cidade, o sol apareceu para que eu tivesse uma linda despedida da cidade!!! De Veneza fui para Verona, mas essa cidade te contarei em um outro e-mail...rs....


3 comentários:

Etevaldo disse...

Pelas fotos, estava no fenomeno "acqua alta", vou em dezembro apos o natal ficar dois dias, espero que tenha baixado, vc teve dificuldades por conta da acqua alta?

Elisa Bravo disse...

Oi, Etevaldo! Nesse dia da foto era o segundo dia de uma chuva fina. Então, eu não sei te dizer se foi por isso que essa poça se formou em frente à Basílica, ou se foi o fenômeno da acqua alta. Como essa era a única poça em toda Veneza, não sei responder a sua pergunta quanto a dificuldades por conta da acqua alta. Nesse dia andei tranquilamente por Veneza e o único lugar em que tinha essa "passarela" era aí na Praça San Marco. O único incoveniente da "passarela" é que fica meio "engarrafado" em cima dela. Rs... Eu não precisei colocar galocha e andei tranquilamente com a minha bota de couro e meu marido com o tênis dele. De qualquer forma, eu acho que a cidade está preparada para esse fenômeno. Então, se acontecer enquanto vc estiver lá, basta comprar uma galocha que tem à venda em várias barracas e lojas (eu vi galocha a 25 euros) ou cobrir os pés com plásticos e elásticos (que acredito que também venda lá). Abs e boa viagem!!!

Márcio Jardim disse...

Etevaldo e Elisa... obrigado pela visita e pelos comentários... Sim, realmente na frente da Basílica, todo dia, se forma uma poça d'água... a Acqua Alta é muito pior, pelos relatos... Ela inunda tudo mesmo... Mas, como disse a Elisa, a cidade está preparada para isso.

Abs

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...