É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Relato de viagem... por Rosana Siqueira Lessa

Bom dia, amigos...

Uma pausa nos meus relatos... (Calma, Florença está chegando...rs)

Vocês sabem que o blog também é um espaço para os leitores divulgarem suas experiências e seus relatos... Quanto mais dicas, informações,... melhor! Foi com grande prazer que recebi o email da Rosana Siqueira Lessa... Rosana, agradeço suas palavras e suas informações... Com certeza irá ajudar a muitos que estão planejando suas viagens... Aqui não é o Facebook, mas MUITO OBRIGADO por compartilhar...rs

OBS: Se você quiser, pode mandar seu relato... será um prazer publicá-lo!

OBS2: A Rosana comentou no relato que não conseguiu almoçar em nenhum restaurante que listei em meu roteiro... Bem, eu só consegui em dois...rs Mas, lembro a todos que postei estes lugares para uma BASE de preço dos almoços e jantares nas cidades...

OBS3: E é como eu sempre digo... o blog não me dá nenhuma rentabilididade em dinheiro, pois não foi esse o objetivo de sua criação... O OBJETIVO PRINCIPAL do TÔ INDO PARA A ITÁLIA é ajudar pessoas que querem viajar para outro país e está cheio de dúvidas... Como eu estava no princípio... Mas, lendo as últimas palavras da Rosana, tenho certeza que sou MUITO BEM PAGO...

E vamos ao relato da Rosana?

TAMBÉM FOMOS PARA A ITÁLIA...

Oi Márcio!

Há algum tempo atrás, escrevi para você elogiando o seu blog e a maneira de você escrever, os detalhes, a organização, enfim, tudo que já devem ter lhe dito.

Bom, eu e minha irmã fomos a Italia no dia 5 de agosto e voltamos no dia 25. Foi maravilhoso, mas também cansativo. Nunca subi tanta escada e ladeira na vida!

Enquanto estávamos lá, ficávamos vendo se você tinha postado algo sobre a cidade que estávamos se havia algum pulo do gato.

Depois de termos ido ao lago Como, e ficado triste por não andar no funicolare, ficamos menos triste, ao subir de ônibus, e ver que valeu a pena ter subido, a vista é espetacular e foi onde comemos a melhor comida de toda a Itália. Lá em cima ao lado da estação, há um restaurante simples, onde você é atendido pelo dono, o Sr. Antonio, que é quem prepara tudo, e a esposa faz as sobremesas. Comi uma polenta maravilhosa que não achei mais em lugar nenhum, o prato era salmão com polenta e batatas na brasa, e uma lasanha de carne, massa feita por ele. A cerveja maravilhosa e gelada o que nem sempre acontecia, tudo perfeito combinando com o visual de enlouquecer. Não queríamos mais sair dali.

De Milão fomos a Como e Lugano, que também é lindo.

Depois fomos para Verona, que achamos surpreendente. De lá fomos a Sirmione no dia do aniversário da minha irmã, 11 de agosto, indicação da Claudete, que valeu a pena. É uma cidade pequenininha no lago Garda.

Não fomos a Pádova, achamos que ficaria muito corrido e queríamos dar mais uma ultima olhada em Verona. Pena... vi sua postagem e fiquei com inveja.

A nossa capacidade para nos perder é algo impressionante, assim posso te dizer com certeza que fizemos Verona de ponta a ponta, assim como quase todas as cidades. Para a gente não adianta muito o mapa. É muito tenso! Cada vez que minha irmã via um saldi, saiamos da rota. Ou mesmo qualquer coisa diferente nos tirava do caminho traçado. Somos péssimas!

IMPORTANTE (não consegui comer em nenhum restaurante da sua lista ou mesmo de um outro livro que tínhamos, todos fechados! Férias) Em Siena gastamos um tempão procurando quando achamos , quase mortas de fome, estava fechado. Em Roma, aquele do comer rezar amar, perto da Praça Navona, estava completamente abandonado.

Bem, mas tudo isso faz parte, e foi tudo maravilhoso. O Bom de se perder é que conhecemos coisas que não estavam na programação, mas também faz gastar mais tempo.

A viagem de trem foi mais simples do que pensamos, mas como somos cariocas, prestamos mais atenção em pessoas estranhas, e no trem, passamos por um momento muito tenso, quatro rapazes super estranhos sentaram do nosso lado e de um casal ao lado que estavam dormindo, acho que eles roubaram o casal...

Cada vez que os que estavam do nosso lado se mexiam, eu achava que iriam tirar alguma arma. E não adianta você falar para uma carioca que é seguro deixar a mala lá no início do trem e sentar em lugar que você não terá nenhuma visão da sua mala, porque com certeza ela não vai deixar a mala por nada!

Encontramos muitos brasileiros, a maioria muito gente boa, e outros que dá até vergonha...

Fomos muito bem tratadas pelas pessoas com mais idade, que eram sempre quem nos perguntava se precisávamos de ajuda, onde estávamos querendo chegar, alguns até saiam da rota deles para nos mostrar o lugar. Mas em alguns hotéis, o pessoal não era muito simpático.

Minhas melhores lembranças: O Duomo de Florença, Davi, Veneza, a Última Ceia e a Capela Sistina.

A grande paixão da minha irmã foi Verona e Veneza.

Falando em Veneza, eu falei com aminha irmã que a cidade balançava, e isso me fazia muito mal, ela disse que eu era louca, até que você colocou no blog a sensação que tiveram, e aí eu me vinguei, pois não era a única.

Se pudesse voltar, voltaria para a Toscana, foi a região que mais gostei...

Nossa experiência em Cortona não foi muito boa, quando chegamos parecia uma cidade fantasma, e não havia onde comprar o bilhete de ônibus, pois chegamos na hora do almoço, tudo fechado, mas conseguimos pegar o transporte mesmo assim, e ao subir e ver aquele visual deslumbrante, valeu a pena...

O nosso vôo fez escala em Portugal, e na ida aproveitamos para dar uma volta rápida em Lisboa, fomos a Belém comer pastel de Belém e bolinho de bacalhau.

O aeroporto é péssimo, uma fila de mais de uma hora na imigração, banheiros imundos, parecendo os de rua em dia carnaval, telefones sem funcionar e pessoas grossas para o atendimento ao público. A cidade é muito bonita, e foi tranqüilo pedir informação na rua e chegar ao nosso destino. Nada como falar o mesmo idioma.

Na volta novamente a fila quilométrica na imigração, quase nos faz perder o vôo.

Ah! Esqueci de Roma. Gostei. Mas não fiquei deslumbrada.

Deslumbrada só fiquei em Verona, em Siena ao anoitecer, e ao descer da estação em Veneza.

Bem Márcio, esse texto quilométrico contando mais ou menos como foi nossa viagem nada mais é que uma maneira de agradecer as dicas, tudo que você postou antes e depois, é de muita ajuda, e você se tornou um amigo, pois compartilhamos muito nestes meses de preparação da viagem.

O Eduardo virou um amigo por tabela, cada rapaz de chapéu com o físico um pouco parecido, a gente lembrava de vocês, falávamos em vocês, pegávamos as anotações, e minha irmã as vezes perguntava: O que o Márcio escreveu sobre isso? Ou então, Será que o Márcio tem fotos melhores? (tiramos quase três mil fotos).

Lembramos da Claudete, das emoções, ou seja, pessoas que conhecemos sem conhecer, mas que fazem parte desse momento da nossa vida, fazem parte dessa viagem, e que contribuíram para realizarmos nosso sonho. Valeu por tudo! Estaremos aqui acompanhando seus relatos, e se precisar de algo estamos às ordens.

O anexo é uma foto nossa no restaurante em Como, o do S. Antonio. Achei injusto você não saber como é a pessoa que fala com você. (eu sou a da direita, e minha irmã Anne).

Beijos!


4 comentários:

Anônimo disse...

Vixi, minha viagem tá chegando...é sábado, há alguma dica urgente de florença e roma? Obrigada pelos relatos, estamos adorando...
Eloisa
epedroso36@yahoo.com.br

Márcio Jardim disse...

Alô Eloisa...
Cheguei em Florença... dê uma olhada no blog ok?
bjs e BOA VIAGEM!

Anônimo disse...

Adorei o relato. Esse restaurante em Como, humm. Márcio, faço minhas as palavras da Rosana. Nem o conheço e todo dia entro no blog pra saber se tem novidade. Quando comecei a fazer meus preparativos você também estava "viajando" só na internet, nos livros, nos filmes, na culinária (estamos testando receitas há tempos, rss). Outro dia quando li o relato de Veneza ri sozinha e disse pra mim mesma em voz alta: - Sabia que ele não se contentaria só com o traghetto! rss. Meu namorado já escreveu um livro de RPG ambientado na cidade dos pombos, sem nunca ter estado lá. Ao ler seus "linda, linda, linda!" eu vi a satisfação transparecendo em um sorriso no rosto dele. Gostaria de agradecer todas as dicas e dizer que elas estão nos planos da realização de um sonho nosso. Abraço,
Nayana

Anônimo disse...

Queria saber o nome desse restaurante em Como. Cada página da leitura eu quero aumentar um dia da nossa viagem em outubro

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...