É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

domingo, 16 de outubro de 2011

Meu relato de viagem - dia 16 - Arezzo e Cortona

Bom dia, meus amigos...

Que domingo gostoso... Com uma chuvinha daquelas que "obrigam" você a ficar na cama... Mas, estou aqui, para continuar meus relatos. Antes, gostaria de compartilhar uma dúvida que recebi por email (hoje é o dia de responder os emails do blog) do Ítalo. Vejam só:

Apesar de todo encanto e informações que você coloca no blog, você é super "pé no chão", colocando em detalhes os gastos diários, principalmente com essas metas estabelecidas por dia. Mas gostaria de saber como você faz esse cálculo? Alimentação, passagens e suvenis são controlados individualmente? ou os valores postados são pra vocês dois? Apenas hospedagem está sendo dividido?

Todas as despesas mostradas no blog se referem a uma pessoa. Somente a hospedagem consta uma divisão - pois pegamos quarto duplo em todos os hotéis. Como comentei aqui no blog, quarto duplo (se você está viajando com mais uma pessoa) na maioria das vezes sai muito mais em conta que albergue (que cobra preço individual). Minha meta era gastar 100 euros por dia, conforme o planejamento do roteiro que consta na guia do blog ROTEIRO FINAL.

Minha segunda meta era gastar somente o dinheiro que eu levei (os 100 euros por dia) e nada no cartão de crédito... E NÃO gastei...rsrsrs Como eu consegui essa façanha inacreditável??? (às vezes nem eu acredito...rs). Exemplo: Na minha última postagem, vocês viram que eu gastei 67,75 euros no dia. Diminuindo da minha meta - 100 euros - sobraram 32,25 euros... Era com essa sobra que eu comprava roupas, souvenirs, etc... Então, você me pergunta: "Márcio, mas eu vou ter que me controlar mesmo, então???" E eu respondo: Sim, se você não quiser ter dívidas pós-viagem!

Se eu gastava mais em um dia, eu sabia que no outro eu deveria diminuir minhas despesas com gelato, roupas, souvenirs, etc... Uma maneira fácil de controlar isso é deixar separado o dinheiro para cada dia... Carteira cheia é um perigo... em todos os sentidos!!! Outra, é anotar e fazer um balanço de gastos por dia... Antes de dormir, eu sempre pegava minha agenda e somava tudo... Porque isso? Eu não queria de jeito nenhum voltar da viagem com dívidas... Ficar meses pagando cartão de crédito não dá né?!?! Até porque preciso economizar para a próxima viagem...

A única despesa que eu deixei de fora foi minha passagem. Como vocês viram aqui no blog, comprei ela com seis meses de antecedência em seis vezes. Quando viajei, a passagem já estava liquidada... E ainda sobraram 60 euros no final que eu comprei um perfume no Dutty Free do Rio de Janeiro ....rsrs!!!

Bem, voltamos com a programação normal...rsrs

Marcelino, como está a Itália??? Magiorno - Dia 16 - Arezzo e Cortona

Acordamos e mais uma vez tomamos café no quarto... Antes de ir para a estação, passei no posto dos indianos para consultar os comentários do blog...

O PULO DO (GATO) TURISTA: A maneira mais barata para você telefonar na Itália ou consultar a internet é encontrar um estabelecimento de indianos próprio para estes fins... Comprar cartão, ou qualquer outra forma, sai mais caro... vai por mim! Às vezes, ligava para minha mãe e ficava um tempão e gastava 1 ou 2 euros... Como funciona? Você entra e pede para usar uma cabine. Ele mostrará qual está disponível... Você entra e digita o nr de destino - você já viu aqui no blog como usar o telefone na Itália: http://toindoparaaitalia.blogspot.com/2010/08/ligacao-para-o-brasil.html - Na hora que a pessoa atender, você deve apertar um botão, que geralmente fica na parede ou do lado do telefone (não se preocupe, são bem sinalizados)... Após o término da ligação, vá até o caixa e diga a cabine que você estava. Pronto!!! Simples assim... Geralmente, há cabines de telefone e internet... Para usar a internet, é o mesmo processo: ele libera o computador e você paga o período de tempo: 15, 30 minutos ou 1 hora... Em Florença, existe uma em frente ao hotel que ficamos... e todas que eu fui eram de indianos.

Olha a cabine aí...

Compramos o bilhete na tabacaria (5,80 euros) e lá fomos nós para Arezzo, nossa primeira parada do dia...


Eduardo, mais uma vez representando o TURISTA MODELO para o blog: aqui, mostrando como você deve convalidar o bilhete nas máquinas amarelas... Não esqueça NUNCA de fazer isso! Lembre-se: você deve convalidar somente os bilhetes que você compra na Itália! Os comprados pela internet - com assento marcado - não é necessário.

Chegamos!!!

Ao descer da estação, fomos em direção ao centro da cidade... era domingo e havia pouquíssimas pessoas na rua... Quando passamos pela rua principal, um cheiro me deixou louco... Ele vinha de uma pequena pasticceria... E sabe o que estava saindo do forno??? Croissant de Nutella... Preciso dizer mais alguma coisa??? Foi o melhor croissant que comi na Itália! Maravilhoso! Comi dois, acompanhados por um bom café latte... - 3,60 euros. E olha que eu já havia tomado café da manhã...rsrs. Não resisti!

A Pasticceria...

Muito bem alimentados - rsrsrs - continuamos o percurso...


Pallazzo della Fraternitá dei Laici, na Piazza Grande.


Arezzo é uma cidade muto pequena e você consegue ver o principal em uma manhã... Chegamos no Duomo e tivemos a oportunidade de ver um pedaço de uma missa dominical... muito bonita! Após, visitamos a praça da cidade, onde há uma bela vista...


Este dia foi dedicado a duas cidades que foram cenários de filmes... A primeira, Arezzo, foi palco para "A vida é bela", dirigido e protagonizado por Roberto Benigni... Se você viu o filme, certamente vai achar tudo familiar. A primeira parte foi toda ambientda no centro histórico da cidade, com suas ruas e praçcas, por onde Guido Orefici desfilava de bicicleta declarando-se para Dora... 

Uma cidade muito gostosa, com  cantinas e floreiras nas janelas, empórios de vinhos e massas, cafés, adegas... muito charmosa...


Como comentei, chegamos cedo e era domingo... ou seja, a cidade praticamente vazia... Visitamos tudo rapidamente e sem correr... Sem turistas, sem filas, sem stress... foi a primeira vez que tivemos isso na Itália. Tudo com muita calma, olhando as vitrines, vendo as construções... Não é uma cidade com grandes atrações turísticas, mas vale a pena pelo "ar italiano" que ela exala...

Voltamos a estação antes da hora do almoço para partir para o segundo cenário do dia: Cortona, palco do filme "Sob o sol da Toscana" que, se você acompanha o blog, sabe como eu amo este filme... (http://toindoparaaitalia.blogspot.com/2010/11/dolce-far-niente.html). Era óbvio que esta cidade deveria estar no meu roteiro...

Chegamos na estação e uma surpresa: a bilheteria estava fechada... Ainda bem que havia uma máquina de venda de tickets... O procedimento para comprar é muito simples e logo tínhamos nosso ticket na mão:

O bilhete: de Arezzo a Cortona, 2,50 euros.
Você deve comprar com o destino Camucia-Cortona

Chegando em Cortona, outra surpresa: a cidade, como San Gimignano, fica no alto de uma colina... Era domingo e o ônibus que leva os turistas até a cidade neste dia faz apenas dois percursos: um pela manhã - que já havia passado - e um no final da tarde... Enquanto procurávamos uma solução, encontramos uma americana loiríssima, com o mesmo problema... Decidimos dividir um táxi - a corrida deu 12 euros, 4 para cada um...

Como eu sempre digo: nada no mundo é por acaso... Foi devido a este contratempo que conheci a Sarah e a história dela me deixou emocionado... Foi um dos grandes presentes da viagem e uma maravilhosa lição de vida... Enquanto o táxi subia, ela relatava os fatos como fôssemos grandes amigos... Vou contar mais ou menos como ela me contou e você vai entender o porquê:

"Eu trabalhava com bolsas de valores em Nova York e não tinha tempo para nada... O sonho da minha mãe era conhecer a Itália e, de tanto ela insistir, decidi tirar alguns dias de férias - o que eu não fazia há anos - e viajamos... Eu nem estava muito empolgada com a viagem, eu queria realizar o sonho da minha mãe e voltar a trabalhar... Cheguei na Itália e tive uma surpresa: a vida era totalmente diferente... visitei várias cidades pequenas, conheci muitas pessoas felizes e me encantei com tudo o que vi...

Quando eu estava completamente desarmada e relaxada, conheci o Roberto em uma pequena e charmosa adega de vinhos... Foi uma paixão fulminante... E, de uma forma totalmente acolhedora, ele me apresentou a sua família, sua casa... e percebi algo incrível: eu trabalhava feito uma louca para comprar um carro, depois juntar mais dinheiro para  trocar de carro, trocar novamente... algo totalmente sem sentido, porque um carro, por exemplo, te leva onde você quiser, não importa o modelo, o ano... o mesmo acontecia com meu apartamento: comprei um, troquei por um maior, outro, outro... Então, porque trocar várias vezes?!? Um ato totalmente insano...

Prestei muita atenção e vi aquela família morando em uma casa muito antiga, com móveis que eram dos bisavós do Roberto ... Completamente felizes... Eles possuem uma pequena vinícola que era do tataravó do Roberto e eles tomam conta como se fosse o bem mais importante do mundo... Plantam para comer, dançam para se divertir, fazem todas as refeições reunidas com uma alegria imensa...  A tristeza de deixar tudo aquilo foi imensa! Votei para NY e passei algumas semanas totalmente deprimida... Minha mãe sentia-se culpada... Em um belo dia, veio a decisão: Liguei para o Roberto, vendi meu carro, meu apartamento e voltei para a Itália... e hoje, após quatro anos, moro com ele, ajudo na vinícola, cuido das uvas... e compartilho da felicidade deles..."
*
*
SILÊNCIO
*
*
Eu não conseguia acreditar no que tinha acabado de escutar... Quando ela terminou, estávamos na porta da cidade... Eu e o Eduardo estávamos calados e com os olhos vidrados naquela loira de olhos azuis como o mar... Fiquei olhando para ela pasmo... E ela completou, creio que adivinhando nossos pensamentos: "Pode acreditar... É a mais pura verdade!!".

Quando eu "acordei", enchi ela de perguntas: Mas você não se arrependeu? Como você teve coragem? E sua família???.... Ela deu um sorriso lindo e respondeu calmamente: "Quando encontramos a felicidade, sua vida que parecia uma equação geométrica gigantesca, torna-se uma simples conta de somar..." Eu nunca esqueço essa frase....

De repente, me lembrei do filme e disse: Você é uma nova versão do filme "Sob o sol da Toscana".... Você conhece??? E ela, timidamente, respondeu: "Claro... já me falaram isso diversas vezes... rsrs inclusive você está na frente da praça que aparece no filme..."

Piazza Signorelli

Ouvindo a história, eu nem havia percebido... Ela virou-se e disse: "Aproveite e venha comigo... Vou comprar o passe para o ônibus que volta para a estação no final da tarde... Não deixe para comprar na última hora, senão você não consegue..." Nós a seguimos meio abobalhados... Achei incrível e agradeci a Deus por esta fantástica lição de vida, naquele lugar maravilhoso... Agora sim, o filme virou meu preferido...rsrsrs Na tabacaria onde compramos o ticket (2,50 euros) , já aproveitei para comprar um postal parecido com o que a personagem do filme escreve para um rapaz... com girassóis, característicos da Toscana...

Saímos e ela deu algumas dicas para visitar a cidade e nos convidou para visitar a vinícola, que ficava entre Arezzo e Cortona... Agradecemos e eu disse que não tínhamos tempo... Mas, que levaríamos a história dela para sempre...rs Ela continou o caminho e disse: "Aproveitem a cidade... nos encontramos no ponto do ônibus no final da tarde..."

Fiquei apaixonado... por tudo: pela Sarah, pela cidade, pela história... Que experiência incrível... Olhei aquela simples mulher que eu acabara de conhecer, seguindo pelas ruas de Cortona e imaginando tudo o que ela fez e pelo o que passou... Sorri feito um bobo...rsrsrs

Após o êxtase da experiência passar um pouco, a fome veio com tudo... Procuramos um lugar muito aconchegante para almoçar... Até porque depois de tudo o que aconteceu, merecíamos um lugar a altura...rsrs E encontramos!


Que risoto MARAVILHOSO!!!

O prato do Eduardo...
Conta: 33,50 euros - 16,75 euros para cada um com
um prato para cada um, uma salada para dois e vinho!

E depois, passeamos por Cortona...


Vista da Piazza Garibaldi





Senti a mesma coisa que em San Gimignano... Construída pelos etruscos, Cortona é uma das cidades mais antigas da Toscana...  Vimos a Câmara Muncipal, onde há a torre com o relógio (a foto onde estou sentado na escada postada acima mostra o local), a Piazza della Repubblica, e várias igrejas, como a Santa Maria Nuova e a Santa Maria della Grazie... Passamos na gelateria Dolce Vita - http://www.gelateriadolcevita.it/ - pegamos um gelato - 1,80 euros - e fomos em direção a Piazza Garibaldi, onde há o ponto de ônibus... Aviso: a Piazza Garibaldi tem uma das vistas mais lindas que vi na Itália... parece uma pintura! É impressionante! E eu todo abobado pela cidade...

Depois de um tempo esperando o ônibus e admirando a vista, a Sarah chegou... Ela foi a Cortona negociar alguns vinhos em uma vinícola da cidade... Continuamos uma conversa prazerosa até subir no pequeno ônibus e chegar na estação. Compramos o ticket de volta para Firenze - 7,40 euros - e nos despedimos da Sarah... Deixei bem claro que realmente foi um imenso prazer conhecê-la...

Pegamos o trem e chegamos tarde - e com fome - em Firenze... Antes de ir para o hotel, fomos em uma pizzaria e comemos uma boa pizza de Melanzane (berinjela). Gastamos 6,50 na pizza mais 1,50 para cada um de coperto. Total: 9,50 euros -  4,75 euros para cada um..., e comemoramos o dia das cidades cinematográficas...

GASTOS $$$ -
Gastos: Márcio (base apenas de um viajante para melhor compreensão)
Somente gastos com alimentação, hospedagem, bilhetes de entrada, transporte...

- Ticket - Firenze/Arezzo: 5,80 euros
- Pasticceria: 3,60 euros
- Ticket - Arezzo/Cortona: 2,50 euros
- Táxi: 4 euros
- Ticket - ônibus até a estação: 2,50 euros
- Almoço: 16,75 euros
- Gelato: 1,80 euros
- Ticket - Cortona/Firenze: 7,40 euros
- Jantar: 4,75 euros
- Diária no Hotel Locanda di Firenze: 49 euros (24,50 para cada um) - http://www.locandadifirenze.com/  

TOTAL DO DIA: 73,60 euros

PREVISÃO DE GASTOS DO 16 DIA - ROTEIRO FINAL: 100 euros

SOBROU: 26,40 euros

10 comentários:

Fabrício Zerves disse...

Caro Márcio, gostaria de comentar o que você mencionou sobre ligações telefônicas. Desta última vez que estive na Itália, levei meu celular porém sem a intenção de utilizá-lo, pois a conta seria absurdamente cara no retorno ao Brasil. No entanto, vi que a TIM estava com valores de ligações para vários países, inclusive o Brasil por 14 centavos de euro o minuto, então comprei um simcard TIM e o utilizei no meu celular, sem medo de ser feliz. O mesmo aconteceu com internet. Com mais 10 euros eu tinha 300 MB de internet via smartfone e como eu tinha levado um netbook (muitos hotéis oferecem net wi-fi), em lugares que não ofereciam net wi-fi eu utilizava meu smartfone como modem no netbook.... feliz da vida!

Cinthya disse...

Olá, fiz essas cidades, dentre outras, em janeiro/fevereiro de 2010. Siena fazia parte do roteiro oficial, já Arezzo colocamos como aventura a parte. Agradabilíssimas surpresas! Pena que, como vc relatou, Sienta não lhe agradou tanto. Seu Duomo foi o mais lindo que vi.
Parabéns pelo seu blog. Mesmo já tendo ido para Itália leio todas suas atualizações para reviver aqueles momentos.
Já estou no aguardo do blog da França.
Abçs, Cinthya.

Lilian Carvalho disse...

Márcio,
Como sempre, você surpreendente! Quando a gente pensa que você já não tem mais o que contar você nos vem com uma história linda dessa de Sarah!
Acredito que viagens são grandes oportunidades de aprendizado e conhecimento. Sinto -me uma privilegiada de poder levar as minhas filhas e poder-lhes ensinar coisas que sei que nunca veriam na escola!
Acredito piamente que viagens mudam vidas, seja assim, abruptamente, como a de Sarah ou moldando-nos com grandes lições como você está podendo vivenciar!
Mais uma vez parabéns pelos relatos! Bjs

Anônimo disse...

Olá Márcio.Parabéns pelo blog, é maravilhoso...Próximo ano estaremos por lá, e tiramos muitas dicas e sugestões sua...Não encontrei seu e-mail, gostaria de mais informações em relação hotel em Florença, serão 6 diárias e gostamos de lá, me manda seu e-mail por favor...fabyllopes@yahoo.com.br...Obrigada!

gee disse...

marcio, preciso dizer o qto fico cada x mais sonhadora ao ler seus posts!
eu tb amo 'sob o sol da toscana' e ja assisti varias x, e nao me canso de assistir e chorar (inevitavel) cada x q vejo e imagino a maravilhosa atmosfera italiana da cidade =]
vou pra italia em abril e depois q achei seu blog, ele virou referencia unica pra minha viagem!
so preciso esclarecer uma duvida: ao ler alguns posts, as x vc nao menciona e eu fico sem saber qdo vc compra ticket de trem e qdo é de onibus. explico: vou comprar passe de trem, entao nao precisaria comprar os tickets de trem pras cidades pekenas la, apenas compraria na hora os das cidades que nao tem trem e tem só onibus. vc poderia me ajudar nesse ponto? por exemplo, aki no 14o dia, vc sai d cortona com um onibus q leva a uma estacao, e nessa estacao vc volta para firenze, esse trecho é de onibus ou trem?
bjusss, amo o blog!! parabens =]

Márcio Jardim disse...

Olá Fabricio...
Muitíssimo obrigado pela dica! Anotadíssima!
Valeu pela visita.
Abs

Márcio Jardim disse...

Olá Cinthya...
Sim, o Duomo de Siena é belíssimo... Eu gostei da cidade, mas não tanto como de San Gimignano... Acho que me apaixonei...rsrs
Aguardo vc no blog da França...
Abs

Márcio Jardim disse...

Olá Lilian - visitante de honra...rs
Pois é... a história da Sarah me deixou emocionado. Fiquei abismado como aquela mulher largou tudo e foi para a Itália, na maior tranquilidade... E eu tentando saber se ela se arrependeu... Que nada... Está feliz da vida...
Bjs e obrigado pela visita

Márcio Jardim disse...

Oi Faby
Já enviei meu email para vc ok?
Grande abs

Márcio Jardim disse...

Olá Gee, tudo bem?
Como comentei, todos as minhas passagens de trem eu comprei pela internet... Somente para as cidades pequenas, como Pisa, Lucca, etc... eu comprei os passes de trem na hora, na estação mesmo... Agora, quanto aos ônibus, eu comprava os passes da Sita - http://www.sitabus.it - que faz alguns trechos de cidades... Os passes são vendidos em tabacarias ou na própria estação de trem, já que muitos dos ônibus param na frente da estação ok?
qualquer coisa escreva...
abs

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...