É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Atrações Turísticas - Veneza - San Marco - 04

Boa tarde, pessoal

Ainda não recebi nenhuma resposta da Cia. Aérea sobre minha passagem... Mas, vamos lá: não dá para parar não é?

Hoje vou fazer uma pausa sobre os hotéis e falar do Sestieri que - em minha opinião, baseado nas minhas pesquisas - é o mais importante de Veneza. O Sestieri de San Marco...

Porquê é o mais importante? Pois é neste Sestieri que se encontra a Basílica de San Marco, A Praça San Marco, o Campanário e o incrível Palácio dos Doges...

Antes de começar, vamos perguntar a nossa amiga Wiki o que ela tem a dizer sobre o Sestieri de San Marco...

Este sestriere limita a nordeste, oeste e sul com o Grande Canal. É vizinho do sestiere de Cannaregio estando separado pelo canal Fontego dei Tedeschi, e do sestiere de Castello no cruzamento deste último canal com o canal de la Fava. O limite segue por este até encontrar o canal de San Zulian e o Canal de Palazzo para passar entre o Palácio dos Doges e a prisão sob a Ponte dos Suspiros. Inclui ainda a ilha de San Giorgio Maggiore.

Principais atrações de San Marco:

A PRAÇA SAN MARCO
Endereço: Piazza San Marco
Transporte: San Marco
Site: -*-
Horário: -*-
Preço: -*-

A Piazza foi descrita por Napoleão como a "mais elegante sala de estar da Europa". Juntamente com os magníficos edifícios ao seu redor, a Praça é o ponto máximo de Veneza. Vamos as informações: A Praça de São Marcos (em italiano: Piazza San Marco) é a praça mais famosa de Veneza, e o seu principal destino turístico, com permanente abundância de fotógrafos, turistas e pombos. A piza foi iniciada no século IX como área pequena frente à Basílica de São Marcos original. Foi estendida para a sua forma e tamanho atuais em 1177, quando o Rio Batario, que a limitava a oeste, e um porto que tinha isolado o Palácio Ducal da praça, foram aterrados. A reestruturação foi realizada para o encontro do Papa Alexandre III com o Imperador Frederico Barba-Roxa. A praça tem sido sempre o centro de Veneza. Foi o local onde se deram todos os importantes eventos da história da República de Veneza, e é a base do arcebispado desde o século XIX. Foi o foco de muitos festivais e é um lugar imensamente popular em Itália.


BASÍLICA DI SAN MARCO
Endereço: Piazza San Marco
Transporte: San Marco
Site: http://www.basilicasanmarco.it/ 
Horário: 9:45 às 17h - Domingo: 14h às 16h
Preço: Ingresso Gratuito (eu AMO essa palavra)
 
A Basílica de São Marcos (Basilica di San Marco, em italiano) é a mais famosa das igrejas de Veneza, Itália, e um dos melhores exemplos da arquitetura bizantina. Localizada na Praça de São Marcos (Piazza di San Marco), ao lado do Palácio dos Doges, a basílica é a sede da arquidiocese católica romana de Veneza desde 1807. A primeira igreja construída no local foi um edifício temporário no Palácio dos Doges, construído em 828, quando mercadores venezianos adquiriram de Alexandria as supostas relíquias de São Marcos Evangelista. Em 832, um novo edifício foi erguido, no local da atual basílica; esta igreja foi incendiada durante uma rebelião em 976, reconstruída em 978 e, mais uma vez, em 1063, no que viria a ser a base do atual edifício.


CAMPANÁRIO DI SAN MARCO
Endereço: Piazza San Marco
Transporte: San Marco
Site: -*-
Horário: 9h às 21h
Preço: 8 euros

O Campanário de São Marcos é o campanário da Basílica de São Marcos em Veneza, situado na praça do mesmo nome. É um dos símbolos da cidade de Veneza. A torre tem 98,6 m de altura e fica num canto da praça, perto da entrada da basílica. As suas formas são simples, e o seu corpo principal é uma coluna de tijolos, de 12 m de lado e 50 m de altura, sobre a qual assenta o campanário com arcos, que aloja cinco sinos. O campanário tem no topo um cubo, em cujas faces estão representados leões (o símbolo do Evangelista São Marcos) e a representação feminina de Veneza (la Giustizia: a Justiça). A torre é coroada por uma agulha piramidal, no extremo da qual se encontra um cata-vento dourado com a figura do Arcanjo Gabriel. O campanário, de cuja construção inicial do século IX nada resta hoje, tem a forma atual desde 1514. A torre que se observa hoje é uma reconstrução, que foi terminada em 1912 depois do colapso ocorrido em 1902. Em julho de 1902, sobre a parede norte da construção, foi descoberta uma perigosa fenda que nos dias seguintes aumentou de tal modo que na manhã de segunda-feira 14 de julho às 9:47 o campanário se desmoronou. Não houve vítimas e, dada a posição da torre, os danos foram limitados em extensão. Durante a tarde o conselho comunal, reunido de urgência, decidiu a reconstrução com 500 000 liras para contribuir para os trabalhos. O sindicalista Filippo Grimani durante o discurso na ocasião da colocação da primeira pedra, em 25 de abril de 1903, pronunciou a famosa frase dov'era e com'era (onde estava e como era) que se converteu no lema da reconstrução. Os trabalhos duraram até 6 de março de 1912. O novo campanário foi inaugurado em 25 de abril de 1912 por ocasião da festa de São Marcos.


PALAZZO DUCALE - Palácio dos Doges
Endereço: Piazzetta
Transporte: San Marco
Site: http://www.museiciviciveneziani.it/frame.asp?musid=8&sezione=musei
Horário: 8:30h às 18:30h
Preço: 12 euros

O Palácio Ducal (em italiano: Palazzo Ducale), também conhecido como Palácio do Doge, é um símbolo da cidade de Veneza e uma obra-prima do gótico veneziano. Surge na área monumental da Piazza San Marco (Praça de São Marcos), entre a Piazzetta e o Molo. O palácio actual foi construído entre 1309 e 1424. Giovanni Bon e Bartolomeo Bon criaram a chamada Porta della Carta, um monumental portão em estilo gótico tardio na Piazzetta, ao lado do palácio. Antiga sede do Doge de Veneza e da magistratura veneziana, seguiu-lhes a história, dos alvores à queda, e é hoje sede do Museo Civico di Palazzo Ducale (Museu Cívico do Palácio Ducal). O Palácio foi a residência do Doge de Veneza e contém os escritórios de várias instituições políticas, organizados ao redor de um pátio central. O primeiro andar foi ocupado por escritórios de advocacia, a Chancelaria, os Censores e o Escritório Naval. No segundo andar estavam a Grande Câmara do Conselho, a Câmara de Votação e os apartamentos do Doge. O terceiro piso apresenta a Sala del Collegio, adornada com pinturas, incluindo as de vários Doges e a do Lepanto, de Paolo Veronese, onde os embaixadores estrangeiros eram recebidos. Há salas usadas por corpos governamentais e também uma Câmara Bussola, onde os cidadãos podiam submeter as suas reclamações. Talvez a sala mais espetacular seja a Câmara do Grande Conselho ou Sala del Maggior Consiglio, originalmente a sala de reuniões da legislatura. A sala é ladeada por pinturas de antigos Doges e o enorme Paraíso, de Tintoretto, considerada a maior pintura do mundo em tela. Outra grande sala é a Sala dello Scrutinio, com outras pinturas de Doges e o quadro Batalha de Lepanto, de Andrea Vicentino. Na parte traseira do palácio está a Ponte dos Suspiros, anexa à prisão. Além disso, podemos observar no Palácio a "Escada de Ouro", projectada por Jacopo Sansovino, um famoso arquitecto e escultor do Renascimento Italiano.



Um giro de 360º da Piazza San Marco, com a Basílica, o Campanário e o Palazzo Ducale: http://www.virtualemotion.com/gal2.aspx?language_id=2&n=149 (noite)
http://www.italyguides.it/us/venice_italy/doge_s_palace/doge_s_palace.htm (dia)

O Sestieri de San Marco compreende a ilha de San Giorgio Maggiore. Nesta ilha, encontra-se a Basílica de São Jorge Maior (Sano Giorgio Maggiore).

SAN GIORGIO MAGGIORE
Endereço: San Giorgio
Transporte: San Giorgio
Site: http://www.cini.it/index.php/
Horário: De segunda a sábado: 9h às 12:30h - 14:30h às 18:30h; Domingo: 9:30h às 10:30h - 14:30h às 18:30h.
Preço: -*-

A Basílica de São Jorge Maior (em italiano: Basilica di San Giorgio Maggiore) é uma basílica na pequena ilha de San Giorgio Maggiore, frente à Praça de São Marcos, em Veneza. Faz parte do mosteiro homónimo. Ambos foram construídos pelo arquiteto de Vicenza, Andrea Palladio, sendo uma das suas obras mais destacadas. A igreja tem a fachada virada para o Bacino di San Marco. A fachada é em forma de templo clássico, com uma só entrada, com quatro colunas compostas sobre altos plintos, com um entablamento por cima onde se sustem um tímpano clássico. A solução inventada por Palladio para esta fachada é fantasiosa e é uma contribuição original para a resolução de um dos problemas mais sentidos pelos arquitectos renascentistas, que era o de encontrar o modo de dotar um aspecto inspirado no templo clássico a um edifício tripartido como a igreja cristã de três naves. O sereno interior de proporções perfeitas também é típico de Palladio. O edifício ficou terminado em 1576, enquanto a fachada se completou em 1610 por Vincenzo Scamozzi, trinta anos depois da morte do mestre. Aqui estão os últimos quadros de Tintoretto: A Última Ceia (1592-1594), Recolha do Maná (1594) e A Deposição (1592-94). As duas primeiras encontram-se nas paredes do presbitério, e a última na capela dos mortos.


Fotos e informações para os textos: Wikipedia.com

6 comentários:

Elvira disse...

Oi Marcio.

Veneza é muito bonita.
Você vai se encantar.

Bjs.
Elvira

Márcio Jardim disse...

Oi Elvira,
Eu tenho certeza disso...rs
beijão e obrigado pela visita.

Juliane C. Borsa disse...

Oi Marcio. Aproveite tudo que Veneza tem de legal. Na minha próxima ida, irei me dedicar apenas às ilhas, que são lindas.
Aqui um post sobre minhas dicas de lá
http://mochiladajuli.blogspot.com/2011/02/um-dia-em-veneza.html
Abç

Anônimo disse...

Parabéns pelas informações, muito interessantes!
Gostaria de saber duas coisas: qual a distância da estação Santa Lucia até a Praça San Marco? O trajeto pode ser feito a pé? Obrigada.

Márcio Jardim disse...

Oi Juliane,
li todinho o seu post... ótimo mesmo.
obrigado pela dica
abs

Márcio Jardim disse...

Olá,
Sim, o trajeto pode ser feito a pé... para você ter uma noção melhor, entra no Google Maps e coloque Piazza San Marco, Veneza... Ele chegará lá, depois é só fazer uma rota partindo da estação Santa Lucia...
Em Veneza, é tudo muito bem sinalizado até a praça... você não vai se perder, com certeza...
bjs

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...