É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Gôndolas - símbolo máximo de Veneza...

Recebi um comentário:

"Márcio, já que você está falando de Veneza, não esqueça de comentar sobre as gôndolas..."

Como eu poderia deixar de falar sobre o símbolo máximo de Veneza??? Não posso... seria blasfêmia...

Ninguém sabe quando surgiu a primeira gôndola. Dizem que foi no século 11 d.C. A primeira imagem de uma gôndola remota ao século 15 d.C. E somente entre os séculos 17 e 18 d.C a gôndola recebeu a aparência que a tornou tão diferenciada de outros barcos. O nome "gôndola" também não se sabe de onde veio. Talvez tanha se originado de cymbula, que significa pequena embarcação, em latim, ou de conchula, que quer dizer concha, também termo originário do latim.


A gôndola é bem típica de Veneza. É um símbolo veneziano muito forte. Circular pelos canais de Veneza dentro de uma gôndola é uma maneira diferente de ver e conhecer a cidade. Ao observarmos as gôndolas circulando pelos canais percebemos que ela navega em linha reta. Mas como pode ?

Sem remar dos dois lados, qualquer outro barco navegaria em círculos! Mas isso não acontece com a gôndola. Ela possui uma estrutura disforme: o lado esquerdo é mais largo que o direito. Essa distorção faz com que o lado direito fique mais inclinado para a água, compensando o impulso que é feito pelo remador, ou gondoleiro, apenas de um lado do barco, permitindo a navegação em linha reta.

Outra elemento bem próprio da gôndola é a proa. Ela é feita de ferro, assim como a popa, que juntas, formam o conjunto das duas únicas partes da embarcação feitas de metal. A proa tem um desenho bem marcante. Antigamente ela servia como contrapeso ao gondoleiro, mas nos dias atuais, é apenas elemento decorativo. Belamente decorativo, por sinal. A cor preta é outro elemento peculiar das gôndolas.

São muitas as explicações para esclarecer os motivos dessas embarcações serem pretas. Conforme uma das histórias, no século 17 d.C, por serem inicialmente as gôndolas muito extravagantes e ostentosas, o senado veneziano, em tentativa de diminuir os exageros, resolveu multar os gondoleiros que se excediam na decoração de seus barcos. Mesmo assim, alguns gondoleiros preferiam pagar a multa e manter a ostentação em suas embarcações. Diante da constatação de tal desobediência, um magistrado veneziano simplesmente resolveu ordenar que todos os barcos fossem pintados de preto. Existem diversas outras, porém, a explicação que é mais plausível sobre o uso da cor preta, era pela necessidade do uso de piche para tornar as gôndolas à prova d'água...

(Outra teoria sobre a cor preta: Há uns séculos atrás, as gôndolas apenas transportavam a realeza e as famílias nobres de Veneza. Estas eram pintadas de verde, azul e amarelo. De vermelho, de roxo e laranja. De castanho ou de rosa, se assim fosse a vontade do gondoleiro. Havia gôndolas de todas as cores! Mas um dia a cidade foi invadida pela peste e esta levou com ela milhares de venezianos. Após aquele ano fatídico, os gondoleiros assinalaram o seu luto pintando as suas gôndolas de negro).

Fonte: http://www.bobfrase.com/

Durante 900 anos apenas homens poderiam ser gondoleiros... Agora, temos a primeira Mulher Gondoleira. Veja aqui: http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1642277


Foto: Wikipedia

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...