É sua primeira vez por aqui? Entenda o blog: No dia 13/08/2010 eu criei este blog apenas para programar a minha viagem para a Itália... Ele cresceu muito, fiz muitos amigos e virou uma fonte de informações para muitas pessoas. Para melhor compreensão, ele foi dividido em três partes: 1) as pesquisas sobre cada cidade, atrações turísticas, gastos,... e o marcador que eu adoro: Entrando no clima, onde experimentei receitas, filmes, livros,... 2) A montagem do meu roteiro passo a passo: todos os dias estão na guia ROTEIRO FINAL; 3) O relato completo da minha viagem - todos os dias - com informações, dicas, gastos totais... etc. Estão na guia MINHA VIAGEM. Entre... o blog é seu!!! Aqui você vai encontrar informações sobre as cidades que eu visitei: Milão, Lago di Como, Turim, Verona, Pádova, Vicenza, Veneza, Florença, Pisa, Lucca, San Gimignano, Siena, Arezzo, Cortona, Cinque Terre, Assis, Roma, Pompéia, Capri, Sorrento, Positano e Nápoles... Este projeto foi finalizado pois estou com outro agora: http://www.toindoparaafranca.blogspot.com/ - mas entrarei aqui uma vez por semana para responder comentários, perguntas, etc... BOA VIAGEM À ITÁLIA!!!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

A Gastronomia italiana não é só massa...

Pessoal,
Abaixo uma reportagem da Folha de São Paulo muito interessante sobre a gastronomia da Itália:

10/04/2008 - 07h55
Chefs levam aos cardápios gastronomia das regiões da Itália

RACHEL BOTELHO
da Folha de S.Paulo

Pergunte a um conhecido o que ele sabe sobre a cozinha italiana e prepare-se para ouvir exclamações: "Pizza, massa, risoto!" Se for um apreciador da boa mesa, deve se lembrar também do parmesão; já um gourmet é capaz de salivar ao se referir ao presunto de Parma.

O que muitos desconhecem é que não existe uma cozinha italiana única. "Há, sim, uma valorização do produto fresco, com qualidade e mínima manipulação, tanto no corte quanto na cocção. A verdadeira cozinha italiana é muito simples", afirma Marcelo Neri, coordenador do curso de gastronomia da Universidade Anhembi Morumbi.

Em São Paulo, chefs nascidos na "Bota" --como Pasquale Nigro, da Púglia (sul), e Alessandro Segato, do Vêneto (norte)-- contribuem para ilustrar a distância gastronômica que separa as regiões.

O norte, de clima mais frio, se vale da manteiga como principal fonte de gordura e é pródigo em pratos à base de carnes vermelhas e de caça. No sul ensolarado, o azeite reina em receitas que privilegiam legumes e pescados. E a "pasta", onipresente, assume mais de 600 formas.


Clique para ampliar

Um comentário:

pat disse...

fiz um pequeno resumo de coisas interessantes sobre comida em Roma....no meu blog: http://guiaderoma.blogspot.com/2010/06/comendo-em-roma.html

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...